Estampa Vichy é o novo xadrez em 2017

Leia mais

A tendência é (não) jogar a bolsinha de lado

Leia mais

Resenha de Poesiar – de Marcos Hidemi

Leia mais

O que o Prefeito de São Paulo tem a ver com o Dia dos Namorados?

Leia mais
Moda

Puramania – Winter 2013

By on 28 de janeiro de 2013

   Já conhecida como uma marca super jovem e urbana, a nova campanha da Puramania veio mesmo com tudo! A inspiração foi a luta, esporte hoje super visado, então a coleção está cheia de atitude, pronta para ganhar as ruas.  O seu design é um esportivo que ganha um ar sofisticado – diz Mfalcão, o estilista responsável por essa obra!

     Para as mulheres, tem muito paête, tachas e spikes, peças chaves e queridinhas de muitas blogueiras. 

 Para os homens, houve forte influência college em modelagens esportivas, originais e versáteis. A marca aposta em listras e T-shirts com estampas super cool!


O segundo look com o cardigan, shortinho e tênis está tão lindo que eu PRECISO ter ele todo! Combina muito com um finalzinho de tarde, com o namorado passeando pelo parque ou lago. (Alô Igapó rs). E o que é esse casaco vermelho para os meninos? LINDÃO!

Preciso falar que amei?

E o melhor é que a Puramania  é de Londrina.

Vale a pena conferir a coleção toda no site puramania.com.br

Imagens:  puramania.com.br


Leia mais

Sem categoria

Couture Dior – 2013

By on 26 de janeiro de 2013

Rancho das flores (Vinicius de Moraes)

Entre as prendas com que a natureza
Alegrou este mundo onde há tanta tristeza
A beleza das flores realça em primeiro lugar
É um milagre
De aroma florido
Mais lindo que toda as graças do céu
E até mesmo do mar

Olhem bem para a rosa
Não há mais formosa
É a flor dos amantes
É a rosa-mulher
Que em perfume e nobreza
Vem antes do cravo
E do lírio e da hortênsia
E da dália e do bom crisântemo
E até mesmo do puro e gentil malmequer

E reparem no cravo
O escravo da rosa
Que flor mais cheirosa
De enfeite sutil
E no lírio que causa o delírio da rosa
O martírio da alma da rosa
Que é a flor mais vaidosa e mais prosa
Entre as flores do nosso Brasil

Abram alas pra dália garbosa
Da cor mais vistosa
Do grande jardim da existência das flores
Tão cheio de cores gentis
E também para a hortênsia inocente
A flor mais contente
No azul do seu corpo macio e feliz

Satisfeita da vida
Vem a margarida
Dos que têm paixão
E agora é a vez
Da papoula vermelha
A que dá tanto mel pras abelhas
E alegra este mundo tão triste
Com a cor que é a do meu coração

E agora aqui temos o bom crisântemo
Seu nome cantemos em verso e em prosa
Porém que não tem a beleza da rosa

Que uma rosa não é só uma flor
Uma rosa é uma rosa é uma rosa
É a mulher rescendendo de amor

Antecipando a primavera, a Dior apresentou uma coleção com uma delicadeza tão grande, que ao assistir o desfile me sentí em um campo florido lendo sonetos do poetinha.

A inspiração de Raf Simons veio da Autobiografia de Christian Dior. Um Luxo! O que vimos foi um show de leveza, com seus sakurás, delicadeza bordada à mão, em vestidos leves como uma pluma, as modelos pareciam flutuar, peças que encheram os olhos de brilho. E por falar em brilho, os lábios das modelos foram delicadamente cobertos por cristais de swarovski, colocados um a um com uma pinça. Quase repetindo o último deslife, onde as pedras foram nos olhos. Genialidade de Pat MacGrath. Joooooóia!

Durante o desfile a impressão foi de que levaram um jardim à passarela, por onde passaram modelos bem acinturados, com o toque leve da estação, vestidos e saias longas, usados com meia calça, os terninho com corte reto impecável e muuuitos ombros à mostra.

Fonte: style.comGarotas EstúpidasVogue e Vinicius de Moraes

Leia mais

Sem categoria

Couture Dior – 2013

By on

Rancho das flores (Vinicius de Moraes)

Entre as prendas com que a natureza
Alegrou este mundo onde há tanta tristeza
A beleza das flores realça em primeiro lugar
É um milagre
De aroma florido
Mais lindo que toda as graças do céu
E até mesmo do mar

Olhem bem para a rosa
Não há mais formosa
É a flor dos amantes
É a rosa-mulher
Que em perfume e nobreza
Vem antes do cravo
E do lírio e da hortênsia
E da dália e do bom crisântemo
E até mesmo do puro e gentil malmequer

E reparem no cravo
O escravo da rosa
Que flor mais cheirosa
De enfeite sutil
E no lírio que causa o delírio da rosa
O martírio da alma da rosa
Que é a flor mais vaidosa e mais prosa
Entre as flores do nosso Brasil

Abram alas pra dália garbosa
Da cor mais vistosa
Do grande jardim da existência das flores
Tão cheio de cores gentis
E também para a hortênsia inocente
A flor mais contente
No azul do seu corpo macio e feliz

Satisfeita da vida
Vem a margarida
Dos que têm paixão
E agora é a vez
Da papoula vermelha
A que dá tanto mel pras abelhas
E alegra este mundo tão triste
Com a cor que é a do meu coração

E agora aqui temos o bom crisântemo
Seu nome cantemos em verso e em prosa
Porém que não tem a beleza da rosa

Que uma rosa não é só uma flor
Uma rosa é uma rosa é uma rosa
É a mulher rescendendo de amor



Antecipando a primavera, a Dior apresentou uma coleção com uma delicadeza tão grande, que ao assistir o desfile me sentí em um campo florido lendo sonetos do poetinha.

A inspiração de Raf Simons veio da Autobiografia de Christian Dior. Um Luxo! O que vimos foi um show de leveza, com seus sakurás, delicadeza bordada à mão, em vestidos leves como uma pluma, as modelos pareciam flutuar, peças que encheram os olhos de brilho. E por falar em brilho, os lábios das modelos foram delicadamente cobertos por cristais de swarovski, colocados um a um com uma pinça. Quase repetindo o último deslife, onde as pedras foram nos olhos. Genialidade de Pat MacGrath. Joooooóia!

Durante o desfile a impressão foi de que levaram um jardim à passarela, por onde passaram modelos bem acinturados, com o toque leve da estação, vestidos e saias longas, usados com meia calça, os terninho com corte reto impecável e muuuitos ombros à mostra.

Fonte: style.comGarotas EstúpidasVogue e Vinicius de Moraes

Leia mais

Sem categoria

Couture Valentino

By on

  Esse blog não poderia ter nascido em um momento melhor. Semana dos desfiles da Alta Costura de Paris.

O Place Vendôme foi onde toda a mágica da Valentino aconteceu. Em um cenário Renascentista, não tinha como ser mais poético. cada detalhe foi produzido com toda a perfeição que a marca merece. Foi como fazer poesia.

  A estrutura dos versos receberam camadas de organza;
  Para as rimas, bordados de pássaros e borboletas;
 Tudo envolto em uma linda gaiola de tule.
  Magnifique!

Fonte: style.com e Vogue                                                                                              

Leia mais

Sem categoria

Couture Valentino

By on

  Esse blog não poderia ter nascido em um momento melhor. Semana dos desfiles da Alta Costura de Paris.

O Place Vendôme foi onde toda a mágica da Valentino aconteceu. Em um cenário Renascentista, não tinha como ser mais poético. cada detalhe foi produzido com toda a perfeição que a marca merece. Foi como fazer poesia.

  A estrutura dos versos receberam camadas de organza;
  Para as rimas, bordados de pássaros e borboletas;
 Tudo envolto em uma linda gaiola de tule.
  Magnifique!

Fonte: style.com e Vogue                                                                                              

Leia mais