Devaneios | News

Sobre saber enfrentar seus medos, apesar de tudo

By on 5 de junho de 2017

Medo? Uma palavrinha tão pequena, duas sílabas, um significado simples, mas que interfere em um dia, semana ou até uma vida inteira! Para conviver com ele é preciso maestria e muita coragem. SIM! CORAGEM! Não é qualquer um que consegue sentir medo 24h por dias e, ainda assim, continuar de pé, pois as obrigações te empurram para isso.

A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.

Leia mais

Devaneios | News

O inferno dentro de cada um

By on 19 de maio de 2017

Estive pensando sobre o inferno de cada um. Sobre como é difícil enxergar e entender o sofrimento individual de cada pessoa com quem cruzamos, pelo menos uma vez, na vida. Seria cômodo imaginar que aquela pessoa bonita, simpática e cheia de amigos não tem seu próprio purgatório interior. Seria muito vago pensar que ela, no alto de sua vida feliz, não tem aquele momento no qual se sente o pior dos seres. Seria, não?

A vida às vezes pode parecer ser perfeita, mas dentro de cada um de nós existe um ambiente que nos fere. A grande diferença é que algumas pessoas possuem isso em um local mais visível! A luta por cada sorriso diário é sofrida, calada e, às vezes, bem dolorida. Porém, caros leitores, não são todas as pessoas que enxergam que dentro de nós existe alguém lutando contra um dragão feroz e faminto.

Quando se está nessa luta, cada palavra machuca, quando dita de maneira errada. Mas, é tão difícil explicar que não é simplesmente frescura, não é só carência! Quando se está brigando com esse leão, existe o sentimento de culpa por cada palavra não dita, engolida por medo. Contudo, a culpa também vem quando a palavra é dita mas, de alguma maneira, a pessoa com quem se fala é magoada. Isso corrói a alma. Isso dói no coração mais do que quando alguém te fere.

Fluoxetina? Talvez ela seja sua aliada nos momentos de dor, mas ser escrava dela te deixa mais triste ainda! Ser dependente de uma coisinha tão pequena chega a ser vergonhoso. Então, como você lida como seu inferno interior?

 

A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.

Leia mais

Devaneios | News

Não tem problema em se sentir fraca às vezes

By on 8 de março de 2017

O Dia Internacional da Mulher passou e acredito que a maioria de vocês tenha sido inundado por inúmeras demonstrações nas redes sociais. Algumas mensagens davam os parabéns, outras pediam apenas respeito e igualdade! Contudo, caros, não quero vir aqui demonstrar meu lado feminista, muito menos meu lado conservador. Apenas quero dizer para você que está ok em sentir-se insegura às vezes!

Mulher, você deve ser forte, mas tudo bem se em alguns dias seu mundo desabar em lágrimas. Tudo bem se sentir insegura e esquisita depois de olhar as fotos daquelas mulheres com cabelos e corpos perfeitos! Não tem problema algum se você estiver fraca e, quem sabe, demonstrar isso para os que te rodeiam.

No mundo real não existe a ‘mulher maravilha’ que todos pregam. Não tem como ser forte 24h por dia. Chega um momento em que você simplesmente vai querer gritar e chorar e isso é normal. Liberte sua alma dessa prisão, amiga! Toda essa pressão só traz ansiedade na sua vida. E a ansiedade, pode ter certeza, é como uma âncora que nos prende sempre no mesmo lugar.

Não tem problema em querer ganhar flores, chocolate e maquiagem. Pode demonstrar seu amor e falar eu te amo, se seu coração pedir isso. Falar sobre seus sentimentos não te torna vulnerável, apenas mostra sua autenticidade.

Está ok chorar e demonstrar fragilidade.

A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.

Leia mais

Devaneios | News

Não deixe a corrente se quebrar

By on 5 de janeiro de 2017

Todo novo início de ano é a mesma história. Traçamos inúmeras metas e colocamos no papel tudo aquilo que desejamos realizar ao longo dos próximos 12 meses. Porém, com o passar do tempo, vamos nos esquecendo dos compromissos firmados com nós mesmos e quando vamos ver, não conseguimos nem começar a realizá-los. Comigo também era assim, mas foi aí que conheci a frase: “Não deixe a corrente se quebrar”.

Essa frase mexeu tanto comigo, que resolvi anotar. Mas, você pode estar se perguntando, o que isso tem a ver com a história das metas de ano novo? Extremamente tudo! A forma como essas palavras pode mudar uma vida é muito poderosa. Mesmo.

Há tempos tenho notado que tenho um leve problema em levar as coisas adiante. A famosa procrastinação estava tomando conta da minha vida. Além disso, a ansiedade, que já possui morada em mim, ajudava para que tudo acontecesse da pior maneira. Sendo assim, caro leitor, me vi diante de duas situações: ou eu tomava uma decisão e fazia algo para melhorar minha vida – em todos os sentidos – , ou eu continuava na mesma.  E então dei o primeiro passo!

A primeira coisa que fiz foi procurar um método de organização no qual eu me acostumasse melhor. Encontrei o Bullet Journal – já expliquei por aqui como funciona. Depois eu precisava colocar tudo em prática de uma forma que não desistisse no meio do caminho. E, enquanto peregrinava pela Youtube, em busca de uma luz, encontrei o canal do Seiiti Arata. Eu procurava dicas para criar um novo hábito e ao ver alguns vídeos dele, ouvi a frase que mudou minha vida. “Não deixe a corrente de quebrar”.

Não deixe a corrente se quebrar?

Mas, como isso funciona e para qual área da vida serve? Para tudo na vida! Deixe-me explicar. Eu queria implementar uma nova rotina na minha vida em relação à organização, pois era extremamente bagunceira, e ao blog, que sempre deixava para depois e acabava sem postar por vários dias.

Esse método funciona assim: você pega um calendário e vai riscando cada dia que conseguiu cumprir suas metas. No outro dia você não pode deixar a corrente se quebrar. Fazendo isso, nós acabamos tendo dó de não riscar determinado dia e quebrar a corrente, então você vai lá e cumpre a meta diária. Ao final do mês você verá os resultados.

Vale a pena demais! Assista ao vídeo que comentei:

Boa sorte na sua nova vida! <3

A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.

Leia mais

Devaneios

Sonho, fé e dedicação!

By on 13 de janeiro de 2016

Todo mundo que me conhece sabe o quanto sou sonhadora! Essa minha característica às vezes me deixa um pouco fora de órbita, se é que me entendem. Mas, qual o problema em ser assim? Hoje então vou falar um pouco sobre sonhos, dedicação e fé!


Minha relação com a internet é antiga (da época que a internet era discada e tal, mas ninguém precisa saber disso). Sempre mantive blogs. Na verdade, eu sempre gostei de ler e escrever! Não é à toa que minhas matérias preferidas sempre foram português e história.

Meu primeiro blog, fiz quando estava no Japão. Nele escrevia algumas crônicas a respeito das minhas aflições e experiências no país do sol nascente. Quando percebi que as pessoas gostavam do que eu escrevia e me pediam mais, comecei a me animar. O blog durou o tempo suficiente e, atualmente, está parado.

As minhas aventuras no universo fashion começou porque eu adorava acessar o blog de uma francesa linda, a Betty e da minha musa Camila Coutinho, do Garotas Estúpidas! Eu amava a forma como elas se vestiam e, como sempre gostei de ‘inventar moda’, resolvi me arriscar. Assim, nasceu o Fashionismo Poético.

Ter um blog de moda exige um pouco mais do que boas ideias, inspiração e um bom texto! Para ser um it girl, além do estilo, você precisa de roupas, parcerias, dinheiro! Confesso que há um tempo atrás desanimei do FP, a falta de tempo e dinheiro me deixaram assim.

Mas, amigas lindas, ninguém nunca disse que seria fácil! A realização de um sonho exige persistência, paciência e dedicação! Depois que um dos  meus desejos foram realizados, que foi estagiar na redação do Bonde, eu comecei a me animar e acreditar que os sonhos foram feitos sim para serem realizados.

Através de uma ajudinha de uma amiga linda, a Lalá Santos, estou aqui, escrevendo minha meta para 2016: parcerias novas, looks novos, muita maquiagem e fé! Sério, essa menina linda tem uma luz incrível e me deu o empurrão que precisava!

Então, mãos à obra!

A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.

Leia mais

Devaneios

A escada dos sonhos

By on 12 de maio de 2015
Cada degrau da nossa vida é feita de um sonho. Cada passo que damos adiante é como se estivéssemos escalando a montanha da felicidade, – ou a escada dos sonhos. Cada período de nossas vidas, cada breve momento, tem um significado que, mais cedo ou mais tarde, fará todo o sentido.

Nessa aventura por escalar essa montanha, ou fazer a subida nessa escada que só aumenta, vamos conhecendo pessoas e lugares, reais ou imaginários, pois, caro amigo, ninguém vive somente do real.

Pelo menos eu não vivo. Necessito de uma pitadinha de imaginário, uma colherinha da doçura que é viver em um mundo paralelo que só existe no nosso subconsciente. Esse meu mundo da imaginação é feito de alegrias, amigos, amor e sonhos, que lá são reais. É um pouco complicado, mas o mundo do subconsciente de uma pessoa sonhadora é tão lindo que não da vontade de acordar.
Agora, caro leitor desse blog, assista a um desses momentos em que eu subi mais um degrau.

(No vídeo o Rafael Cortez toca o Cordel de Guilherme de Faria depois de meu singelo pedido. Música de composição dele que está presente no CD Elegia da Alma, do Rafa.)


A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.

Leia mais