Literatura

Livros para colorir: são ou não são literatura?

15 de julho de 2015

Muitas polêmicas rondam esse mundo cibernético e uma das que me chamou atenção esses dias foi o caso Livros para colorir: são ou não literatura?

Estava ouvindo o LiterárioCast (O penúltimo que eles postaram), que falava sobre esses livros que estão na moda e viraram febre mundial. Tanta febre que, veja só, tem gente fazendo convite de casamento para colorir. 

Foto: reprodução da internet.

Para quem ainda não conheça, embora eu ache impossível alguém nunca ter ouvido falar, vou explicar o que são os tais livros que ganharam os corações tristes e as almas estressadas das pessoas ao redor desse planeta chamado Terra.

Há, na contemporaneidade uma doença que atinge muitas e muitas pessoas: o estresse. Esse companheiro ingrato que acompanha e entristece muita gente. Antigamente para combater o estresse (não tão antigamente assim), as pessoas praticavam algum esporte, procuravam um psicólogo ou até mesmo tomavam aquelas pílulas da felicidade lindas <3 (deixo aqui minha mensagem de carinho com muito amor para a fluoxetina)!

Porém hoje, meus amigos, existem os livros de colorir. A proposta desses livros é de aliviar o estresse das pessoas com a pintura de desenhos de flores, árvores e bichinhos fofos. Nunca entendi qual é a desse ‘Jardim Secreto’. Assim como nunca entendi o objetivo real do ‘Destrua esse Diário’, mas isso é assunto para outro post. 

Me lembro das aulas de literatura que tive há um tempo, não muito remoto. A professora falava que a primeira literatura brasileira foi a carta de Pero Vaz de Caminha. Aquela que descrevia todas as belezas naturais do país e falava sobre pessoas que andavam por aí com suas ‘vergonhas’ de fora. Contudo, caros, vamos descobrir a definição de Literatura, que, de acordo com o Google (O grande mestre das indecisões mundiais) literatura é:

uso estético da linguagem escrita; arte literária.”

E mais, livros sempre foram aquilo que contém um montão de palavras, ambora alguns tenham algumas fotos e desenhos também. Eu sempre achei que fosse isso. Então, do que chamaremos esses “livros”, já que eles não tem o essencial que um livro precisa ter para ser livro


Portanto, unindo todas essas evidências dou o  veredito. Não! O ‘Jardim Secreto’ e afins não são literatura. São simples e puramente formas de entreterimento e diversão. Assim como um dos participantes do LiterárioCast disse naquela ocasião, “São como os livros de palavras cruzadas Coquetel”.


Pronto amigos, podemos dormir em paz agora.

A autora deste texto é jornalista. Extremamente sensível. Viciada em café. Amante de poesia e, às vezes, da seus palpites fashionistas. Atualmente este blog também está hospedado no Portal Bonde. Sentem-se e fiquem à vontade.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *